O que é?

O hipoparatireoidismo é uma doença rara na qual o corpo produz pouco ou nenhum hormônio da paratireoide. Este hormônio, juntamente com a vitamina D e outro hormônio denominado calcitonina, regula a quantidade de cálcio no sangue. O hipoparatireoidismo pode resultar num nível anormalmente baixo de cálcio no sangue, denominado hipocalcemia.

O hormônio da paratireoide é produzido pelas glândulas paratireoides, quatro pequenas glândulas localizadas no pescoço atrás da glândula tireoide.

Os médicos classificam o hipoparatireoidismo como hereditário ou adquirido. No hipoparatireoidismo hereditário, as glândulas paratireoides estão ausentes quando do nascimento ou não funcionam de forma adequada por alguma razão desconhecida.

O hipoparatireoidismo hereditário às vezes ocorre em associação com outros defeitos do desenvolvimento ou como parte de uma síndrome que afeta a glândula tireoide e o córtex suprarrenal. De um modo geral, esta situação causa sintomas antes dos 10 anos de idade, embora, ocasionalmente, possam aparecer mais tarde.

O hipoparatireoidismo adquirido ocorre mais frequentemente quando as glândulas paratireoides são removidas ou lesadas durante uma intervenção cirúrgica. Isto pode ocorrer durante uma cirurgia à glândula tireoide para tratar um hipertireoidismo ou um tumor da glândula tireoide ou durante uma intervenção cirúrgica às próprias glândulas paratireoides para tratar uma produção excessiva de hormônio da paratireoide (hiperparatireoidismo).

O hipoparatireoidismo adquirido é, mais frequentemente, temporário, e é menos comum do que antigamente, uma vez que os cirurgiões reconheceram a importância de preservar as glândulas paratireoides durante a cirurgia e pelo fato dos tratamentos não cirúrgicos para o hipertireoidismo se terem tornado mais comuns.

Sintomas

Os sintomas de hipoparatireoidismo resultam de níveis baixos de cálcio no corpo. Os sintomas mais comuns são as cãibras ou as contraturas musculares e formigamentos nos lábios ou nos dedos. Esta situação é conhecida por tetania, que causa espasmos musculares dolorosos dos músculos da face, das mãos e dos braços, da garganta e, por vezes, dos pés. Podem, igualmente, ocorrer convulsões, mas isso é raro.

Além da tetania, os sintomas que acompanham o hipotireoidismo hereditário podem incluir:

  • Queda do cabelo;
  • Pele seca;
  • Infecções fúngicas (candidíase), habitualmente nas unhas das mãos e dos pés, na pele, na boca ou na vagina;
  • Desenvolvimento inadequado dos dentes nas crianças;
  • Atraso mental.

Diagnóstico

O médico irá fazer perguntas sobre espasmos ou contrações sem explicação, pele seca, perda do cabelo ou infecções fúngicas. Nas crianças, o médico irá fazer perguntas sobre o desenvolvimento dos dentes e sobre a época de ocorrência dos marcos de desenvolvimento (idades em que a criança rolou, sentou, engatinhou ou falou pela primeira vez).

Se o paciente estiver experimentando sintomas, o médico irá procurar identificar a presença de espasmos musculares, em particular da face e das mãos. O médico irá procurar igualmente sinais de pele seca, áreas de cabelos finos e infecções fúngicas. O médico irá confirmar um diagnóstico de hipoparatireoidismo através de um exame de sangue para avaliar os níveis de hormônio de paratireoide, de cálcio e de fósforo.

Duração esperada

O hipoparatireoidismo pode ser uma doença crônica (de longa duração) que requer tratamento para toda a vida com suplementos de cálcio e de vitamina D.

Prevenção

Não existe cura para o hipoparatireoidismo, tanto hereditário como adquirido persistente. Com o tratamento com vitamina D e suplementos de cálcio, a maior parte das pessoas apresentará sintomas mínimos ou ficará até mesmo assintomática.

Tratamento

Quer o hipoparatireoidismo seja hereditário quer seja adquirido, pode ser tratado com suplementos de cálcio e de vitamina D para manter um nível normal de cálcio no sangue. A vitamina D é necessária pelo fato de ajudar o organismo a absorver o cálcio.

Os suplementos podem precisar ser tomados pelo resto da vida e devem ser realizados exames de sangue regulares para garantir que são mantidos níveis adequados de cálcio e de vitamina D. São importantes as avaliações clínicas regulares. Os episódios de tetania são tratados com cálcio administrado por via endovenosa, o que proporciona um alívio rápido dos sintomas.

Medicamentos denominados diuréticos são, às vezes, administrados para evitar a perda de quantidades excessivas de cálcio através da urina, um problema que pode levar ao aparecimento de litíase renal. Os diuréticos irão reduzir a quantidade de suplementos de cálcio e de vitamina D de que o paciente necessita.

Quando procurar um profissional

Consulte o médico se você ou um familiar apresentar espasmos musculares dolorosos, em particular na face, mãos ou pés, ou formigamentos na face, nas mãos ou nos pés. Consulte igualmente o médico se uma criança apresentar os seguintes sintomas:

  • Queda excessiva de cabelo;
  • Pele extremamente seca;
  • Manchas de pele pruriginosa, eritematosa ou descamativa;
  • Anomalias dentárias;
  • Atraso nos marcos de desenvolvimento.

Prognóstico

Com o tratamento apropriado, os pacientes com hipoparatireoidismo podem esperar manter uma vida praticamente normal.